AUSENTE ATÉ 22 DE AGOSTO!
ATÉ BREVE

Pesquisar Benfic@holic

sábado, 28 de setembro de 2013

VIDEO | Rio Ave 1 - 4 BENFICA (Futsal)

Comunicado do BENFICA | A Prenda


Comunicado: A prenda

O Jornal de Notícias já foi um jornal sério e de referência. Já foi respeitado e conceituado. Já foi um jornal. Mas isso foi no tempo em que os seus directores eram gente de outra estirpe. Na sua edição deste sábado, publica o Jornal de Notícias um comunicado sobre mau jornalismo, foi pena que não façam mea culpa pela prática com que tem brindado os seus – cada vez menos – leitores, nos últimos anos.

Parciais e totalmente comprometidos, relatam em manchete, na sua edição deste sábado, que “Josué desembrulha a prenda”, em referência ao aniversário de um determinado clube.

Se procurarmos no dicionário a palavra prenda, encontramos: oferta, dádiva, acto ou efeito de ofertar. Exactamente o que se passou na sexta-feira num determinado estádio do País.

Na passada segunda-feira, apressaram-se – o mesmo jornal - a trazer na primeira página os erros pelos quais, e segundo eles, uma determinada equipa tinha sido prejudicada e, em consequência disso, empatado. Nesta sexta-feira, pelos vistos não houve erros, pelo menos dignos de ganharem referência na primeira página e, mesmo lá dentro, o máximo onde se atrevem a ir é a palavra “discutível” para descrever um determinado lance que, por acaso, decide esse mesmo jogo.

O problema é que o português é muito traiçoeiro. Uma prenda é uma prenda, e o homem do bolo também tem lugar na primeira do Jornal de Notícias, mesmo por cima de Josué para desembrulhar a prenda. Tudo no sítio. Uma primeira página que diz tudo.

António Mosquito – futuro novo proprietário do Grupo - vai ter muito trabalho em credibilizar o Jornal de Notícias, e já agora, o Jogo também.


(in slbenfica.pt)

Carácter do Pedro Proença

Isto mostra bem o carácter do Pedro Proença, ou melhor, a falta dele:


Mas para alguns até direito a miminhos têm:


Esta fdgp passei uma falta de vergonha...



Até é convidado para a homenagem ao Pinto da Bosta pela AF do Porto. Incrível...

Que diferença...

As "Proençadas" vistas em Espanha, têm direito a capas assim:



Em Portugal as capas são assim:

Comparada com imprensa espanhola, isto é demasiado soft, já para não falar na capa do Nojo.
Mas de certa maneira compreendo. Lá o Presidente do Real não é um gangsters que manda bater e ameaçar jornalistas, jogadores e suas famílias. Nem aparecem dirigentes mortos no seu estádio.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Quem é amigo, quem é...?


Ai e tal o jogo estava difícil, ainda com 0-0 no marcador... Nada melhor que um grande amigo em campo, Pedro Proença, para resolver a partida com um penalty vergonhoso a favor dos mesmos.



ps: Alguém sabe o porquê do Abdoulaye não ter jogado hoje? 
Lesionou-se num neurônio ou foram as dores de barriga por comer fruta em excesso? Ah pois, o patrão não deixa.
E um inquérito não se levanta, já que não é a primeira vez que isto acontece e coloca em causa a verdade desportiva? 
Até se podia, mas estamos num país de 3º mundo onde reina uma impunidade total para certos lados...

ps 2: Rui, o Pedro Proença não falhou, fez o que melhor sabe, beneficiar os corruptos.

ps 3: Para quem ainda tem sport tv. Continuem a alimentar o sistema com o vosso dinheiro, o FCProença agradece.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Basta jogarem de azul...


O Pepe tem a escola toda!

O PSP "brutalmente agredido" ROUBOU o relógio de Jorge Jesus


Terça o Luís Filipe Vieira disse, na entrevista, que Jorge Jesus tinha perdido o relógio.

Pois bem, já encontramos o larápio.

Foi precisamente o agente da PSP "brutalmente agredido". Como podemos ver no video aqui entre o minuto 0:36 e 0:42. 
Posteriormente, podemos ver o Jorge Jesus à procura do relógio e a dizer ao Lourenço Coelho que lhe falta o relógio (a partir do minuto 1:32).

O que é engraçado no meio disto tudo é que quem cometeu o maior crime foi o agente.

Já que querem ver o Jesus atrás das grades...

Que seja feita a vontade...

Completa a frase...

VIDEO | Benfica 14h (26-09-2013)

Jorge Jesus suspenso pelo... MP


Numa perspetiva disciplinar desportiva quanto ao comportamento de Jorge Jesus, temos que conviver com a incerteza e mistério em torno da data e do desfecho final de um processo disciplinar que, aparentemente, a Comissão de Instrução e de Inquéritos da Liga de Clubes desencadeou a mando da Secção Profissional do Conselho de Disciplina da Federação de Futebol. Já se fala, inclusivamente, em omissão de informação por parte dos árbitros do jogo que opôs o clube da luz ao Vitória Sport Clube e dos próprios delegados da Liga de Clubes nomeados para esta mesma partida.

Por outro lado, no que respeita ao procedimento penal cuja fase inicial de inquérito se encontra a decorrer e que qualifica JJ como arguido, todos aqueles que consideram que ao treinador do Benfica deverá ser aplicada a sanção tal como prevista na lei para a eventual ofensa à integridade física simples (até 3 anos de prisão ou pena de multa) ou resistência e coação sobre funcionário (até 5 anos de prisão), terão que conviver com uma possibilidade bastante real: o facto de poder vir a ser aplicada a Jorge Jesus uma suspensão provisória do processo (art. 281 do Código Penal).

Significa isto que há uma enorme probabilidade do Ministério Público (oficiosamente ou a pedido do próprio Jorge Jesus) optar por suspender o processo que se encontra a correr em troca da imposição ao treinador de determinadas regras de conduta e injunções, como por exemplo: 1) indemnizar o lesado; 2) dar ao lesado satisfação moral adequada; 3) entregar ao Estado ou a instituições privadas de solidariedade social certa quantia ou efectuar prestação de serviço de interesse público; 4) frequentar certos programas ou actividades.

Tal suspensão do processo poderá ir até dois anos sendo certo que, caso Jorge Jesus cumpra as injunções e regras de conduta que lhe forem impostas, o MP arquivará o processo, não podendo este ser reaberto (artigo 282 do Código Penal). 



CARTOON | Futebol agressivo


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Os amigos são para a ocasião

Numa altura em que os corruptos perdem os primeiros pontos do campeonato, nada como nomear o amigo Pedro Proença para o próximo jogo!!
Querem apostar que vai ser uma vitória tranquila, com um Guimarães irreconhecível?

Arbitragem na liga por Rui Santos


Engraçado, não vejo o Benfica na coluna da direita!!

VIDEO | Entrevista de Jorge Jesus à Benfica TV

CARTOON | O INSUSPEITO


terça-feira, 24 de setembro de 2013

VIDEO | Entrevista de Luís Filipe Vieira à CM TV

VIDEO | Braga B 1 - 3 BENFICA B

CARTOON | O ARGUIDO


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Falamos agora dos erros de arbitragem no jogo Estoril vs corrupto

Aqui fica os principais lances muito bem analisado por Vozes Encarnadas:


Falta de Otamendi sobre Luís Leal passou em claro: livre e cartão vermelho. Beneficiado corruptos


Mão de Otamendi claramente fora da área. Penálti mal assinalado. Beneficiado Estoril, mas Otamendi já devia estar na rua.


Falta de Mangala sobre Sebá, impedindo contra-ataque, seria o segundo amarelo. Beneficiado corruptos


Mangala é excluído da imagem porque já devia estar na rua, mas como está lá golo Limpo.


Portanto os corruptos queixam-se de um jogo onde deviam ter ficado sem os dois centrais para o jogo e claro para o jogo contra o Guimarães. É este o nosso futebol.

Mete nojo



Será só a mim que este gajo mete nojo?

Vou aproveitar


Muito Bom


Comunicado do SL Benfica


A noite deste domingo e a manhã desta segunda-feira trouxeram uma visão clara da hipocrisia que varre alguns meios de comunicação deste País, nomeadamente daqueles que continuam a dar suporte ao “sistema”. No último jogo do Campeonato da época passada não vimos o Jornal de Notícias trazer à capa que o primeiro golo do jogo do título foi conseguido num penálti cuja falta tinha sido cometida fora da área. Nem vimos, já esta época, o Jornal de Notícias noticiar que o golo de Jackson Martinez contra o Paços de Ferreira foi precedido de uma falta clara.


Também poderia o Jornal de Notícias, já que tanta importância dá a erros de arbitragem, trazer na sua capa desta segunda-feira que ficou um penálti por assinalar a favor do Sport Lisboa e Benfica em Guimarães e que há um fora-de-jogo mal assinalado, quando Enzo Perez ficava isolado em posição frontal à baliza de Douglas.

Também o jornal O Jogo, na sua edição desta segunda-feira, começa a querer substituir-se às instâncias desportivas do País condenando Jorge Jesus por factos que carecem de apuramento.

Curioso que aqueles que mais querem “puxar” pelo comportamento de Jorge Jesus, este domingo em Guimarães, são os mesmos que sistematicamente ignoram as agressões e ameaças a jornalistas e jogadores que se passam nalguns campos deste País. A falta de imagens não iliba ninguém, mas a cobardia de calar diz muito do carácter desses jornais e jornalistas.

Curioso, ainda, que o treinador que este domingo apareceu a queixar-se de um penálti fora da área e das declarações de um colega que “supostamente” teriam condicionado vários jogos, é o mesmo treinador que o ano passado, no jogo que encerrou a época anterior, não abriu a boca num jogo em que a arbitragem mais desequilibrou, nem falou do condicionamento e das ameaças a que os jogadores da sua ex-equipa foram sujeitos antes desse jogo.


Resta-nos assinalar que Paulo Fonseca deve ter mudado de oftalmologista neste defeso, o que não viu no ano passado já consegue ver este ano. É sempre uma evolução.

Mais ainda, esqueceu-se Paulo Fonseca, agora em relação ao jogo deste domingo, de comentar uma expulsão que ficou por assinalar de um seu jogador, e da linha de fora-de-jogo mal colocada no segundo golo do Estoril em que o realizador da Sport TV se esqueceu de ver a colocação de Mangala. 

Se a Sport TV puder, em próximos jogos, deslocar mais meios técnicos que permitam não esquecer a posição de nenhum jogador antes de colocar a linha de fora de jogo e poder filmar ou relatar o que se passa no camarote presidencial, o público agradece. Aguardamos também por informações futuras desse Administrador cujas notícias referem ter agredido o presidente da Associação de Futebol de Lisboa. Curioso que o jornal O Jogo que tão célere foi a consultar um especialista em Direito Desportivo para enquadrar as possíveis sanções em que Jesus pode incorrer, não fez o mesmo em relação às sanções em que este Administrador pode incorrer. Distracção ou esquecimento?



(via slbenfica)

Parvalhão


E quando ganhaste a taça com um golo em fora de jogo e um chouriço, achavas que eras um predestinado… Dick!

VIDEO | Dirigentes do Porto acusados de agressões e injúrias


O presidente da Associação de Futebol de Lisboa, Nuno Lobo, acusou domingo o dirigente do FC Porto Adelino Caldeira de o ter agredido no Estádio da Amoreira e o presidente portista Pinto da Costa de o ter injuriado.
«Na altura do primeiro golo do Estoril, levei um murro, uma palmada forte nas costas que me projetou para a frente, até me amparar no muro da tribuna presidencial. Foi uma agressão do senhor Adelino Caldeira, não sei se com a mão fechada ou aberta», contou domingo à Agência Lusa o presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), Nuno Lobo, que assistiu à partida Estoril-FC Porto na tribuna presidencial do estádio da Amoreira.
Nuno Lobo descreveu as circunstâncias que antecederam a agressão: «No primeiro golo do FC Porto, toda a comitiva portista levantou-se e festejou o golo, como é natural. No golo do empate do Estoril, não me levantei por uma questão de respeito pelo adversário, como faço sempre, mesmo quanto defrontam equipas de Lisboa, mas cerrei o punho e pisquei o olho aos dirigentes do Estoril que estavam do lado direito, atrás de mim».
Segundo o líder da AFL, foi «nesse momento que ocorreu a agressão» de Adelino Caldeira e «o início de injúrias verbais» por parte de elementos da comitiva portista, que se «prolongaram durante o resto do jogo».
«No segundo golo do FC Porto, foi o senhor Pinto da Costa que me meteu os punhos à frente da cara, do meu nariz, para me picar, a ver se eu perdia a razão», acrescentou Nuno Lobo, que acusa ainda o presidente portista de lhe ter lançado «vários impropérios».
O presidente da AFL revelou, ainda, que assistiu ao jogo no lugar central da primeira fila da tribuna presidencial, «entre o selecionador nacional, Paulo Bento, e o presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa», tendo nas suas costas, numa segunda fila, seis ou sete dirigentes portistas, «entre os quais o senhor Adelino Caldeira», que lhe «desferiu a pancada nas costas».
Em função da gravidade da ocorrência, Nuno Lobo promete tomar medidas: «Vou avançar com uma queixa-crime por agressão e injúrias verbais, das quais são testemunhas as pessoas que estavam nos camarotes adjacentes».
«A própria Guarda Nacional Republicana (GNR) identificou essas pessoas para testemunharem no processo-crime. Aliás, toda a gente que estava na bancada viu o que se passou», disse.
No final da partida, Nuno Lobo teve mesmo de «sair escoltado por segurança privada e policial», depois de ter sido «cercado por cinco ou seis elementos da comitiva portista», dos quais «o mais exaltado era Pinto da Costa e no qual se encontrava, também, Adelino Caldeira».
Em resposta a estas acusações, fonte oficial do FC Porto disse à Agência Lusa que «o presidente da Associação de Futebol de Lisboa é mentiroso, provocador e ridículo».

CARTOON | DOMINGO ESCALDANTE


Uma espécie de treinador


O Rui Vitória podia muito bem explicar o porquê de não jogar assim contra os corruptos. E ainda há quem gostasse de o ver a treinar o Benfica.


Já alguém avisou o Paulo Faneca que apresenta sintomas da esquizofrenia?

domingo, 22 de setembro de 2013

VIDEO | Extreminador JJ

Árbitro do Estoril vs Porco de logo


Chama-se Rui Silva, já foi suspenso por 20 meses no âmbito do processo Apito Dourado. E depois disso já fez manchetes destas: Rui Silva facilita segunda vitória do FC Porto no campeonato (3-1).

Crónica desse jogo:

"Jogo frenético nos primeiros 45 minutos com o Gil Vicente a adiantar-se no marcador logo aos três minutos da partida. Sapunaru perdeu a bola na direita e Otamendi foi obrigado a derrubar Hugo Vieira em plena grande área do FC Porto. O defesa argentino apenas viu o cartão amarelo quando deveria ter recebido ordem de expulsão já que o jogador visitante apenas tinha Helton pela frente."

"A equipa azul e branca demonstrava dificuldades na construção do jogo mas, aos 10 minutos da primeira parte, o árbitro Rui Silva descobriu uma falta inexistente dentro da grande área do Gil Vicente e Hulk fez o golo do empate com toda a facilidade."

"Os primeiros quarenta e cinco minutos terminaram com o FC Porto na frente e Rui Silva como o protagonista de uma arbitragem desastrosa em claro benefício dos azuis e brancos."



Já se sabe o que esperar do jogo de logo a noite... 
O futebol putaguês no seu melhor!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...